Seguidores

quinta-feira, 29 de setembro de 2011


Texto para trabalhar as diferenças ou necessidades especiais em sala de aula

1


Em uma cidadezinha do interior vivia Fernando ,menino simples de sorriso fácil , todos na região encantavan-se com ele .

Fernando era amigo de muitas pessoas , tanto jovens como ele , como adultos e crianças , todos na cidade gostavam muito dele,

porém Fernando carregava em sua vida um fardo muito pesado, ele nunca havia visto sequer a luz do dia , tinha deficiência visual

desde que nasceu...

Certo dia mudou em sua cidade um menino chamado Lucas , era um garoto arrogante , de difícil convivência,

brigava e implicava com todos ao seu redor.

Por obra do destino Lucas e Henrique foram estudar juntos mesma escola e mesma sala , aquilo pra Lucas era a morte,

dizia: Como posso eu um menino bonito perfeito conviver lado a lado com uma criança com tantos problemas...

E foi logo reclamar a seus pais que acataram sua reclamação...

Sequer deram chance a Henrique de se defender , foram a secretaria da escola e exigiram que o menino fosse tirado

de perto de seu filho , usaram o mesmo argumento que o menino lhes apresentou...

A diretora da escola por ser uma pessoa justa lhes explicou de maneira muito delicada de que não se tratava de uma criança doente,

mesmo assim os pais de henrique insistiram veemente que Henrique fosse excluido do colégio...

A diretora olhou bem fundo em seus olhos e pediu um tempo para que pudesse achar uma solução ao caso...

Mesmo não sendo o que os pais de Lucas queriam ouvir os mesmos se deram por satisfeitos e foram embora,

achando que tinham feito um bem a todos alunos do colégio...

A secretária do colégio que a toda discussão havia presenciado perguntou a diretora :

Como pode a senhora uma pessoa tão justa dar ouvidos a tamanha insensatez , e além de tudo apoiar tamanha injustiça.

Respondeu-lhe a diretora : Minha cara nem concordei nem discordei apenas pedi um tempo para que as coisas se ajustem da

forma que elas devem se ajustar por si próprias , vamos aguardar um tempo e veremos o que irá acontecer...

Passado alguns dias a diretora convocou os pais de Henrique e de Lucas para uma reunião...

Primeiro falou com Henrique e seus pais , disse-lhes : Acalmem teus corações pois deus hà de me dar sabedoria para resolver de vez este problema que se instalou entre seu filho e o outro menino.

Logo em seguida mandou que fosse chamado Lucas e seus pais , os mesmos por serem pessoas de muito poder financeiro,

achavam que iriam ver o pobre menino ser expulso do colégio em sua frente.

Entraram e sentaram se em momento algum olharem para Henrique e seus pais que ali estavam...

Neste momento a diretora disse-lhes:

Estamos aqui hoje reunidos pois não há possibilidades alguma de duas crianças tão diferentes ocuparem o mesmo lugar neste escola...

Nesse momento enquanto Lucas e seus pais demostravam em seus olhos o brilho de satisfação , Henrique não podia ver mais sabia que seus pais com toda sua humildade estavam tremendo e com receio do que poderia vir em seguida.

Continuando em seu discurso a diretora perguntou a Henrique : Meu filho você pode me dizer qual a cor das flores do jardim da escola ?

Henrique em sua simplicidade disse-lhe : Me desculpe diretora mais não posso lhe dizer a cor das flores do jardim de nossa escola.

E prosseguindo a diretora lhe perguntou : Meu filho você poderia dizer com certeza a cor dos olhos e dos cabelos de teus melhores amigos?

Mais uma vez a resposta de Henrique foi negativa, deixando assim seus pais apavorados...

Neste momento a diretora olhos para Lucas e disse-lhe:

E você meu jovem saberia me responder tais perguntas , diga-me a cor das flores...

Lucas prontamente lhe disse são flores vermelhas , amarelas , brancas e alguns arbustos verdes...

A diretora sem pensar muito disse-lhe isso mesmo , você está certo...

Virando-se para Henrique perguntou-lhe o que você sabe a respeito das perguntas que lhe fiz?

Neste momento Henrique respondeu-lhe :

Minha amada diretora quanto a cor exata das flores do jardim da escola eu pouco sei , apenas posso imaginar

que devem ser de uma cor muito linda , as vezês em meus sonhos imagino que elas sejam das mais variadas cores

no entanto esta semana ao passar pelo jardim notei ao tocá-las que algumas haviam sido rancadas, mesmo sem saber ao certo onde planta-las procurei dar um jeito de deixa-las de volta ao jardim...

Quanto a cor dos olhos e cabelos de meus melhores amigos eu não posso lhe dizer nada pois são meus amigos

e a mim não haveria importância tais coisas.

Satisfeita com a resposta do garoto a diretora fitou Lucas e seus pais por um tempo e disse-lhes:

Meus senhor e minha senhora eu não perguntei ao seu filho dos amigos dele pois o mesmo criado de maneira errada como está sendo criado não é capaz de aceitar as diferenças das pessoas ficando assim dificil se relacionar com outras pessoas,

perguntei-lhe das flores pois uma pessoa que ainda não aprendeu a respeitar as pessoas como um todo , jamais saberia respeitar a natureza e tudo que o cerca , é com muita tristeza que digo-lhe que seu filho só sabia a cor das flores pois as mesmas flores que este menino plantou foram as que teu filho na raiva de ser uma pessoa sozinha arrancou.

Sabe meu senhor e minha senhora gostaria de dar-lhes um conselho:

Em vez de tentar expulsar este garoto de nossa escola , vocês deverian insentivar a convivencia de teu filho com tal criança , pois se formos olhar bem analisar bem no fundo chegaremos a conclusão , de que realmente quem tem alguma deficiência nesta sala , pode ser qualquer um de nós menos esse garoto , que mesmo sem ter a visão é capaz de enxergar

bem mais que todos nós.

Neste momento Lucas e seus pais levantaram-se envergonhados para irem embora de cabeça baixa ..

No entanto foram contidos por Henrique que levantando dirigiu-se até Lucas e disse-lhe:

Meu amigo me perdoe pelas vezes que sem saber ao certo quem você era te condenei por sua agressividade e arrogancia , mais se algum dia você não se importar de ser meu amigo eu teria muito prazer de se-lo.

Neste dia naquela escola de interior foi aprendido a maior e mais importante lição de como devemos tratar nossos irmãos

Pois na realidade todos somos exatamentes iguais ,

E que cada criança é uma planta que cresce aprendendo de nos mesmos o que devem ser no futuro. ..

Fonte:  autoria de Gerson Pizapio de Campo Grande Mato Grosso do Sul.

1 comentários:

Roberta Maria disse...

Oi Karla! Obrigado por sua visitinha ao meu blog.
Seu blog é muito legal mesmo.Ah! o sorteio não é meu , é de outro blog também muito lindo, cheio de coisas boas, dá uma passadinha lá.
Um abraço!

Postar um comentário

Olá! Obrigada pela visita! Fique à vontade para comentar. Saiba que sua opinião é mt importante para o enriquecimento do meu cantinho!!! Bjossss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha Família